2006/10/05

Testemunho Derrotado Rm 2.17-29

“... O nome de Deus é blasfemado entre os gentios por vossa causa.” Vs24

 

        Quero voltar o meu pensamento a um passado não muito distante a mais ou menos 10 anos atras no começo da minha caminhada cristã, lembro como se fosse hoje, que muitas coisas ardiam em meu coração e dentre tantas coisas que aprendi na minha caminhada cristã foi a consciência de saber a quem eu pertencia, era visível a mudança que havia ocorrido em minha vida, o meu linguajar foi transformado, o meu pensar também foi transformado, os meus gostos ficaram mais apurados, os meus desejos, humor, temperamento tudo foi envolvido pelo toque transformador de Cristo, o Deus Poderoso, Maravilhoso e Gracioso colocou sua mão sobre mim.

        E junto com essa consciência de saber a quem pertencia, a responsabilidade de viver como alguém que foi transformado por Cristo, e um sentimento de querer ser um instrumento nas mãos de Deus para sua glória, foi logo tomando conta do meu ser. O interessante é que esse sentimento não era só meu, mas também de muito irmãos que assim como eu, acreditavam que precisava-mos viver uma vida condizente com que professava-mos e cria-mos, no entanto com o passar dos anos tenho percebido 2 coisas:

        1º Hoje muitos daqueles irmãos companheiros na caminhada ficaram para traz pelo caminho e uma vida de testemunho não é o mais importante para eles, pelo menos não por enquanto.

          2º Hoje esta muito mais difícil de dar um bom testemunho e para tal precisamos lutar contra os desejos da carne, contra os ataque de satanás e principalmente contra o inimigo mais perspicaz que encontramos dentro da igreja o legalismo.

          Quantas e quantas vezes procuramos fazer as coisas certa e andar de modo digno de um cristão genuíno somos refutados pelos próprios irmãos, somos chamados de fanáticos, ou de “puritanos” como se ser puritano, é ser  um doente ou algo parecido. Ao que me parece, que quantos mais tempo temos de igreja, mais contaminados com o legalismo estamos e menos importância damos ao nosso testemunho pessoal. Porque será disso?

          Bom o legalismo, é tudo aquilo que é atribuído como necessário além da graça e da justiça de Deus e de valor no processo da salvação ou seja legalismo são regrinhas que se estabelecem muitas vezes chamadas erroneamente de “doutrinas”, que vão minando a verdadeira doutrina da graça de Deus em Cristo Jesus e faz com que muitos tirem os olhos do redentor e se fixe no que é ou o que não é permitido. Resumindo o legalismo faz com que o crente se apegue a forma e deixe de lado a essência.

          O legalismo esteve presente no novo testamento, ele esta presente ainda hoje em nossas igrejas e em nossas vidas. São muitos aqueles que até inocentemente agem de forma legalista não dando conta da incoerência de suas posições e  de seu testemunho cristão.

         Quando nos tornamos legalistas nos tornamos cegos e deixamos de enxergar três princípios de uma vida cristã coerente.

 

    1º legalista não tem uma visão real de si próprio.

 

          O vs. 17 a 24 mostra o conceito que o judeus tinham de si próprios. Eles haviam recebido a revelação de Deus e conheceram a vontade de Deus, e por causa disso se achavam justos pois observavam os aspectos cerimoniais da lei crendo que assim que estavam justificados por Deus.

          Mas na visão de Paulo a situação deles era como a dos pagãos, pior porque o julgamento seria mais rigoroso, pois ele observavam certas particularidades da lei e desprezavam outras mais importantes, o próprio Jesus exortou os escribas e fariseus dizendo que eles queriam tirar um cisco no olho do irmão, mas não tirava uma trave em seus próprios olhos; e que eles coavam mosquitos e engoliam camelos. Na verdade os fariseus julgavam ser melhores que os gentios e livres de qualquer condenação, o que eles não entendiam é que não basta uma profissão de fé verbal, confiada na justiça própria. Quando nos tornamos legalistas temos uma visão destorcida de nós mesmos e esquecemos que o homem vê o exterior, mas Deus vê o coração.

 

         2º O legalista não tem uma visão real da essência do evangelho.

 

          No estabelecimento do pacto com  Deus com Abraão, foi instituído um sinal é a circuncisão. Para os judeus esse sinal era a garantia de entrada no céu. Porem amados o apostolo Paulo refuta essa idéia e diz que a circuncisão em si mesma, nada aproveita um coração cheio de rebeldia, poque anula o pacto da circuncisão, pois a circuncisão verdadeira é a do coração que não procede de homens, mas de Deus. Em outras palavras o que Paulo quer dizer é que a essência do evangelho não esta nos rituais ou na observância dos mesmos, mas na santificação que leva à pureza de coração mediante a ação poderosa do Espirito Santo  na pessoa de Cristo Jesus e receber o batismo, professar a fé, participar da santa ceia etc...são sinais exteriores e não garante a savalção.

 

                    3º O legalista não tem uma visão real da justiça da Deus

 

           A bíblia nos diz que Deus é um Deus Misericordioso e Justo, no entanto muito legalista enssistem separar a misericórdia de Deus de Sua Justiça e assim podemos bagunçar, farrear não se importar com o nosso testemunho pois a misericórdia de Deus é grande é como se a misericórdia fosse maior que a justiça, lendo engano, não temos como separar  a sua misericórdia de sua justiça, a bíblia diz que todas as nossas atitudes e o nosso falar serão revelados no dia do julgamento e  ali se fara justiça.

 

          Amado como tem sido o seu testemunho?

 

          É preciso rever nossas atitudes e refletir se estamos sendo um espelho que reflete a glória de Deus para as pessoas em nosso lar, em nosso serviço, em meio aos nossos amigos.

          Se a sua resposta for sim glória a Deus,Ele vai te usar, agora se sua respostar for não, que Deus tenha misericordia de você.

 

Fique na Paz de Cristo!!!

 

Marcelo Navarro



Ligue para os seus amigos grátis. Faça chamadas de PC-para-PC pelo messenger-- GRÁTIS Experimente agora!

Nenhum comentário: