2006/10/06

Quando perdemos o nosso machado 2 Rs 6.1-7

Querido você já perdeu algo de valor? Quem já não sentiu ou experimentou o sentimento de perda? Como é ruim não é? Por exemplo: você que já perdeu a sua carteira com todos os documentos dentro dela, identidade, CPF, talão de cheque, cartões, que transtorno não é meu querido, temos que correr atrás de novos documentos, cancelar cartões, é uma loucura ou então quando saímos de casa colocamos o dinheiro no bolso e vamos no supermercado fazer compras e quando chegamos no caixa para pagar as compras, tomamos aquele susto cadê o dinheiro? Perdemos no caminho!. Talvez tenha sido assim que esse rapaz se sentiu a tristeza e o desespero invadiram o coração daquele jovem pois o machado que ele havia emprestado de um amigo estava no fundo do lago.

Quantas vezes os meus olhos passaram por sobre esse texto, é texto muito conhecido por todos nós onde le-mos mais um dos impressionantes relatos de milagre feito pelo profeta Eliseu, o grande homem de Deus, quando que naquele dado momento faz flutuar o machado que havia caído no lago por descuido de um dos seus discípulos.

Ao primeiro momento a única coisa que enxergamos ou que sobressaem aos nossos olhos é a respeito do milagre do machado, que comparado a outros que ele fez como por exemplo: a cura do grande comandante do exercito Sírio chamado Naamã que era leproso ou então quando ressuscitou o filho da sunamita, esse milagre do machado não me pareceu ser tão espetacular.

Entretanto esse Deus eterno, esse Deus maravilhoso a qual servimos, o Deus que instrui o seu povo ao caminho que deve seguir, o Deus que se achega à aqueles que o buscam, usou esse texto para impactar o meu coração e revelar um principio, um ensinamento que estava a muito encoberto aos meus olhos e ao meu coração.

Um ensinamento o qual fez-me entender o por porque da sensação de perda que havia se alastrado por todo o meu interior, era algo muito forte nesses últimos dias, o que me levou a orar baseado em Romanos 12.1-2 “Deus transforma o meu coração, Deus transforma o meu pensamento, transforma o meu falar, o meu agir, o meu ser Senhor. Não quero apenas ser restaurado mas transformado meu Pai, moldado como um vaso nas mãos do oleiro. Deus confesso que estou cansado, não quero ser mais um meu Deus, mas quero ser usado por ti...”

E foi numa dessas manhãs de oração que assim como aquele jovem discípulo correu aos pés do profeta, desesperadamente corri aos pés daquEle que podia me socorrer a tão grande angustia e através de um texto que não me dizia nada escutei uma voz em meu coração e logo a reconheci um sussurrar manso e agradável que dizia “meu filho você perdeu o seu machado, volte ao lugar onde você perdeu Eu o restituirei”

Queridos essa palavra queimou o meu interior e ao voltar os meus olhos para o texto eles foram descortinados pela graça de Deus e puder ver como esse texto era profundo e o que Deus estava querendo me ensinar.

Um dos alunos de Eliseu havia perdido machado então o profeta o instruiu a que fosse ao lugar onde havia perdido e ali no mesmo local, Deus através do profeta devolveu o instrumento que Havia perdido.

Muitas vezes perdemos momentaneamente nosso machado, nosso instrumento mais cortante no nosso ministério ou em nossa vida espiritual, que é a voz de Deus a nos falar com clareza. E a melhor coisa a fazer quando isso acontece, é voltar ao lugar a onde perdemos o nosso instrumento de corte, o nosso machado, é refazer mentalmente o caminho e verificar a onde é que deixamos de ouvir a voz de Deus, precisamos voltar ao lugar certo.

Esse cansaço, essas frustrações, esse comodismo, esse conformismo, esse sentimento de perda, esta no fato de que há muito perdemos o nosso machado.

O machado da santidade, quando nos preocupávamos em levar uma vida santa com Deus.

O machado da comunhão com Deus, quando lia-mos a sua palavra com alegria e dedicação.

O machado do compromisso com a causa do Reino de Deus, quando éramos mais envolvidos com a causa divina.

O machado do amor ao próximo.

O machado do 1º amor.

É por isso que nos encontramos cansados, abatidos, estamos tentando derrubar as arvores (obstáculos) que se encontra em nossa vida, apenas com o cabo do machado nas mãos, pois o machado propriamente dito, esta no fundo do lago, do lago da ansiedade, do lago da incredulidade, do lago da desconfiança e por conta disso nossas mãos estão calejadas cheias de feridas.

Deus diz para mim e para você em Isaias 51.9 desperta, desperta, arma-te de força, braço do Senhor; desperta como nos dias passados, com nas gerações antigas.”

Desperta Igreja, desperta querido leitor, olha para traz como nos tempos antigos quando você me buscava de todo o seu coração, de quando você se santificava, de quando você guardava as minhas leis, de quando você tinha alegria em estar em minha casa, de quando você cantava apenas para mim, desperta volta ao inicio que eu restituirei o seu machado e restaurarei a sua vida, estenda a sua mão sobre o rio, o rio da água viva e retire o seu machado e com ele os seus sonhos, a sua comunhão e o seu primeiro amor.

Fique na Paz de Cristo!!!

Marcelo Navarro




Ligue para os seus amigos grátis. Faça chamadas de PC-para-PC pelo messenger-- GRÁTIS Experimente agora!

2 comentários:

Anônimo disse...

QUERIDO PASTOR,A PAZ DO SENHOR JESUS, QUE DEUS CONTINUE USANDO VC GRANDIMENTE ATÉ O DIA DA SUA VINDA....PESSO AO SENHOR ORE POR MIM,TENHO UM CHAMA NO MEU CORAÇÂO,MAS ESTOU SEM FORÇAS,ME CHAMO laélia,o meu sms é laelia_lia@hotmail.com

miss.clebson silva disse...

estive lendo sobre o milagre do machado mais queria algo maior e estive pesquizando na internet e fui inpossionado pelo espirito santo a entrar neste estudo (MUITO BOM )usarei ele na ministração de hoje..

(VÇ É UMA BENÇÃO PR. NÃO PARE PROSSIGA POIS ESTA SENDO MUITO PRODUTIVO,, QUERO PEDIR UM FAVOR QUANDO SUGIR ALGO NOVO MANDA PARA MEU EMAIL. miss.clebsonsilva@hotmail.com